Informações.

Dicas Cristian na cozinha, na Informática, no Dia a dia, no Mundo e em todo canto de tudo um Pouco.

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Rinite alérgica

Espirros, nariz entupido, escorrendo, voz fanhosa, olhos lacrimejando. Coçam os olhos, o nariz, os ouvidos e a garganta... Gripe? Resfriado? Não, é a rinite alérgica! Doença pouco valorizada, mas que pode incomodar bastante, com suas crises repetidas. A rinite não mata e não é uma doença incapacitante, mas pode trazer sérias conseqüências para a pessoa.


Na rinite persistente leve, os sintomas de uma forma geral, não incomodam o paciente, o sono permanece normal e as atividades diárias, profissionais ou de lazer não são comprometidas. Nos casos de rinite persistente moderada ou grave, há um nítido comprometimento das atividades diárias bem como do lazer. Noites mal dormidas, dificuldade de concentração, sonolência durante o dia, interferem e atrapalham o dia a dia do paciente em qualquer idade, seja uma criança, um adolescente, adulto ou uma pessoa idosa: sua qualidade de vida é afetada, comprometendo seu convívio social. Mas, não pára por aí: a inflamação da mucosa nasal pode envolver também outros setores próximos (seios da face, ouvidos, olhos, garganta, pulmões) e resultar em outras doenças, chamadas de "comorbidades da rinite alérgica".


Portadores de rinite são mais suscetíveis às infecções respiratórias. A rinite alérgica tem sido associada com sinusite. Devido a obstrução, há acúmulo de muco dentro da cavidade e diminuição da tensão de oxigênio, dificultando os mecanismos de defesa e facilitando à infecção. Os pacientes podem ter coriza, gotejamento pós-nasal, dificuldade para respirar pelo nariz, cefaléia, dor de garganta, tosse, sensação de entupimento dos ouvidos, otalgia, diminuição da audição e “sensação de ouvido cheio”. A rinite pode se associar a outras complicações, como por exemplo: amigdalites, otites, conjuntivites, laringites, traqueítes, tosse crônica, etc.


Outro aspecto muito importante é que a presença da rinite pode desencadear ou agravar crises de asma. Na verdade, a maior parte dos asmáticos tem rinite. É comprovado que o tratamento da rinite melhora a asma, diminui a hiperresponisívidade e proporciona redução das crises, das internações por asma e suas complicações.


A principal razão para se tratar a rinite é conquistar o bem-estar do paciente e melhorar sua qualidade de vida. Para isso, existem remédios para tratar crises e outros para controlar a inflamação da mucosa nasal e prevenir novas crises. Mas, tratar não é só tomar remédios, sendo importante que o paciente seja orientado sobre a doença, sobre as medidas ambientais e sobre seu tratamento. A imunoterapia (vacina para alergia) é essencial para a melhora dos sintomas mas também para o controle da doença a longo prazo.


O nariz, como parte superior do trato respiratório, é um condicionador de ar para os pulmões. O funcionamento adequado do nariz é essencial para a manutenção das funções dos pulmões. Em resumo, a rinite não mata, mas... maltrata!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguir este Blog.

Quem sou eu

Minha foto
Serra Dourada I, Grande Vitória-ES, Brazil
Técnico em Informática em Desenvolvimento de Programas, Instalação e Configuração De Periféricos e Softwares e Suporte Técnico ao Usuário e Técnico em Eletrônica em Desenvolvimento e Implementação de Projetos Instalação e Manutenção de Equipamentos Eletrônicos e Som e Imagem, Microcomputadores e Terminais de Telecomunicação.

Arquivo do Blog...

Veja qual a Velocidade da sua Internet agora...

Agora no seu PC...

IP

Recados ou sugestões de Posts

Receba por E-mail posts deste Blog