Informações.

Dicas Cristian na cozinha, na Informática, no Dia a dia, no Mundo e em todo canto de tudo um Pouco.

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Principais mudanças IRPF 2013.

 
Quais são as principais mudanças neste ano, em relação ao ano passado?
 
São duas principais. A primeira delas é a importação de dados da declaração do ano anterior. Ao abrir o programa, o contribuinte pode fazer essa opção, que vai puxar os dados de escolas, médicos e planos de saúde, por exemplo. Com isso, será necessário atualizar apenas os valores pagos em 2012. A outra mudança é em relação às doações. Agora o contribuinte pode escolher uma entidade beneficiada pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) para doar até 3% do imposto devido. Isso será permitido ao contribuinte que não abateu doações dentro do limite global de 6%. Ao optar pela doação, o programa vai emitir um Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf), que deve ser pago até o dia 30 de abril.

Quais são as principais recomendações ao contribuinte?
 
O alerta é para que ele verifique todas as informações sobre seus rendimentos e de seus dependentes. O contribuinte não deve esquecer os rendimentos de seus dependentes. É preciso atentar ainda para as fontes eventuais de pagamento, além dos aluguéis. Para conseguir a dedução são necessários todos os documentos com as informações sobre o prestador de serviço.
Historicamente no último dia de entrega é prevista uma corrida dos contribuintes. Quantos são esperados para o dia 30 de abril? A Receita está preparada para esse fluxo?
 
Mais de três milhões de brasileiros devem entregar a declaração no último dia. O programa tem uma capacidade crescente e o contribuinte não deve ter grandes problemas, talvez os pontuais, como não conseguir mandar naquela hora, devido a possíveis congestionamentos. Porém, em seguida vai conseguir. É importante lembrar que ele não deve deixar para a última hora, porque podem faltar documentos e não vai sobrar tempo para buscá-los.
 

Tenha em mãos para o IRPF 2013.

Confira os principais documentos para o imposto de renda
 
• Informes de rendimentos dos bancos;
 
• Informe de rendimentos do empregador (caso o contribuinte tenha sido empregado por mais de uma empresa ao longo do ano anterior, deve buscar os informes de rendimento de todos os empregadores);
 
• Informe de rendimentos de gestoras e corretoras (para aqueles contribuintes que são investidores);
 
• Recibos e notas fiscais de serviços médicos e odontológicos, inclusive internações e gastos com plano de saúde (o nome do médico, o CNPJ ou CPF do profissional, endereço, serviço realizado, nome do paciente e valor);
 
• Recibos, notas fiscais ou boletos pagos de despesas com educação do contribuinte ou de dependentes.
 
• Comprovantes de contribuição previdenciária para empregados domésticos com carteira assinada;
 
• Boletos pagos de aluguel ou documento anual que comprove o pagamento das parcelas (tanto de locadores quanto de locatários);
 
• Cópia da declaração do Imposto de Renda do ano anterior (para comparação e checagem de informações);
 
• Recibos, notas fiscais ou boletos pagos de transações patrimoniais, como a compra ou venda de imóveis ou veículos (nome do adquirente, do vendedor, CPF de ambos e valor. Financiamentos também deverão constar).
 

Fique por dentro IRPF 2013.



Saiba dar a ele as melhores respostas.

Mostre a ele todos os documentos necessários para o momento, como cópia da declaração de 2012 ou número de protocolo de entrega; informes de rendimentos de instituições financeiras e de salários; recibos de doações e de despesas médicas, que mostram o CNPJ do emissor.
Para saber se deve optar pela declaração simplificada ou pela completa, o contribuinte deve preencher o programa gerador da declaração, que vai informar o valor do imposto se ele optar pelo desconto simplificado ou não. O desconto simplificado substitui as deduções, como educação e saúde, por exemplo, e o contribuinte fica dispensado de apresentar os documentos que comprovem esses gastos. Para quem resolver fazer a declaração completa, o conselho é separar todos os recibos médicos, despesas com educação e dados de todos os dependentes, inclusive, os do cônjuge.
Responda todas as suas fontes de renda, como salário, aluguéis e pensões. Diga a ele os mesmos nomes, CNPJs e valores informados pela fonte pagadora, exatamente como consta nos documentos.
Informe a ele o nome completo, o CPF, as fontes de rendimentos e os bens em nome de cada um de seus dependentes. No caso de dependentes com rendimentos, os valores precisam ser informados também na declaração. Nesses casos, o contribuinte deve avaliar se não é melhor que o dependente declare em separado.
Não esconda nada. Bens em nome do contribuinte e de seus dependentes devem ser declarados. Bens como automóveis, embarcações e aeronaves, com valor acima de R$ 5 mil devem ser declarados. Não é preciso declarar saldo de conta corrente menor que R$ 140. Se você aplica no mercado financeiro não precisa declarar ações, ouro e outros ativos com valor inferior a R$ 1 mil.
É possível dividir o imposto devido em até oito meses, desde que a parcela não seja menor que R$ 50. Imposto de valor menor que R$ 100 deve ser pago à vista. A primeira cota ou cota única deve ser paga até o prazo final da declaração (30 de abril).
As demais cotas são pagas até o último dia útil de cada mês, acrescidas de juros conforme a Selic, até o mês anterior ao do pagamento, e de 1% no mês do pagamento.

 

Imposto de Renda 2013 - Prepare-se.



Calendário

O prazo para a entrega da Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física vai até as 23h59 do dia 30 de abril. Quem perder o prazo será punido em, pelo menos, R$ 165,74 pelo atraso, acrescido de uma multa de até 20% do Imposto de Renda devido.

Convocação

• A partir de hoje o Leão começa a fazer suas entrevistas. O contribuinte nas seguintes condições deve ficar De Frente com o Leão:

• Recebeu rendimentos tributáveis superiores a R$ 24.556,65 em 2012;

• Teve receita bruta superior a R$ 122.783,25 em atividades rurais;

• Recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, superiores a R$ 40 mil;

• Possui bens e propriedades com valor superior a R$ 300 mil, inclusive terra nua;

• Obteve, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores.

1. Baixe o programa

A declaração deve ser preenchida por meio eletrônico, pelo Programa Gerador da Declaração (PGD) relativo ao exercício de 2013, disponível no site da Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB) desde o dia 25 de fevereiro. Faça o download pelo site www.receita.fazenda.gov.br.

2. Declare seus dados




Recupere as informações referentes à declaração do ano passado em arquivo salvo em computador ou meio eletrônico. Caso não tenha o documento, preencha seus dados pessoais e o número do recibo da declaração do ano passado. A novidade em 2013 é a possibilidade de o contribuinte importar dados da declaração do ano anterior relativos a pagamentos efetuados. Ao abrir o programa, é possível puxar os dados de escolas, médicos e planos de saúde, por exemplo. Será necessário atualizar apenas os valores.

3. Declaração simplificada ou completa?

A opção pelo modelo simplificado implica em desconto padrão de 20% (independentemente de gastos com saúde e educação). O limite para esse desconto de 20% é de R$ 14.542,60. Para escolher entre a declaração simplificada e a completa, o contribuinte deve preencher o programa gerador, que vai informar qual é a melhor opção. Quem optar pela declaração completa deve separar todos os recibos de despesas e dados de todos os dependentes, inclusive os do cônjuge.

4. Quais são seus rendimentos?

Não omita o rendimento do titular ou dos dependentes. Para não errar é importante preencher os valores e os dados da fonte pagadora de acordo com os informes de rendimentos emitidos.

5. Dependentes

Lembre-se de informar o nome completo, o CPF, as fontes de rendimentos e os bens em nome de cada um de seus dependentes. No caso de dependentes com rendimentos, os valores precisam ser informados também na declaração: avalie, nesta possibilidade, se não é melhor que o dependente declare em separado.

6. Deduções

Veja os limites legais de cada despesa dedutível:

Limite por dependente: R$ 1.974,72

Despesas com educação¹: R$ 3.091,35

Despesas médicas²: Não há limite máximo

Previdência privada: Limitada a 12% da renda bruta tributável

Despesas com empregados domésticos: R$ 985,96

7. Quais são seus bens e direitos?

O contribuinte deve declarar o patrimônio em seu nome e no de seus dependentes, bem como os bens adquiridos e alienados no decorrer de 2012. Não é preciso declarar o saldo em conta corrente abaixo de R$ 140. Já bens móveis como automóveis, embarcações e aeronaves com valor acima de R$ 5 mil devem ser declarados. Por outro lado, um conjunto de ações e quotas de uma mesma empresa bem como ouro ou ativos financeiros cujo valor de constituição ou de aquisição seja inferior a R$ 1 mil ficam dispensados da declaração.

8. Quais são suas dívidas e ônus?

Dívidas e financiamentos com valor acima de R$ 5 mil devem ser declarados. A regra vale para financiamentos imobiliários. Para isso, informe a situação em 31 de dezembro de 2012.

9. Revisão

Antes de enviar a declaração, revise todos os dados informados. Quem declarar logo no início do prazo tem mais tempo para retificar as informações caso haja alguma inconsistência. É possível regularizar a situação assim que a declaração tenha sido processada e liberada para consulta. Caso o contribuinte encontre algum erro, a regularização pode ser feita, na maioria dos casos, por meio do próprio e-CAC, sem necessidade de o contribuinte se dirigir a uma unidade da Receita Federal.

10. Envio

Quando terminar de revisar, clique na opção “Salvar arquivo”, no PGD. A declaração pode ser entregue pela internet e também por disquete, nas agências do Banco do Brasil ou da Caixa Econômica Federal – neste caso, o prazo de entrega vai até o horário de expediente das agências bancárias, que varia conforme a cidade.


¹ Podem ser deduzidas despesas com ensino infantil, fundamental, médio, técnico e superior, o que engloba graduação e pós-graduação

² Podem ser deduzidos pagamentos a médicos, dentistas, psicólogos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, hospitais, além de exames laboratoriais, serviços radiológicos, aparelhos ortopédicos e próteses ortopédicas e dentárias.

Como evitar micose

Muitas pessoas passam pela inconveniente situação de adquirirem micoses, que caracteriza uma infecção bastante confundida com reações alérgicas e até hanseníase, mas que é causada por diferentes tipos de fungos. Esses por sua vez, vão consumindo a queratina e a gordura presentes no corpo para se desenvolverem, principalmente se a região apresenta calor e alta umidade, situação propícia para sua proliferação.
 
Apesar de ser um tanto comum ter micose, esse problema pode causar transtornos maiores se não for tratado. Inicialmente se tem uma infecção superficial, mas pode se agravar e chegar a atingir órgãos internos. Pessoas imunodeprimidas, ou seja, que possuem a defesa do organismo debilitada, são mais suscetíveis em adquirir micoses. As micoses promovem muito desconforto da região, por causa do surgimento de escamas, bolhas, fissuras e prurido.
 
evitar micose 300x228
Os locais mais afetados pela micose são os espaços entre os dedos, axilas e a virilha.
 
Além desses sintomas, a micose ainda compromete a aparência da pessoa, causando constrangimento a mesma. Os locais mais afetados pela infecção são os espaços entre os dedos, axilas e virilha, por serem regiões mais quentes e úmidas. Sempre que houver suspeitas de micose, é importante informar o médico dermatologista, pois ele fará o diagnóstico e certamente indicará o melhor tratamento para a infecção.
 
Em alguns casos é nítido a apontar a presença de infecção, mas pode haver situações em que será necessário realizar uma análise da lesão, através de material coletado. Geralmente o tratamento se estende por um longo período, utilizando-se a aplicação de pomadas, cremes tópicos e spray, bem como remédios via oral. São diversas opções que se adequam a gravidade de cada problema, podendo existir a associação de ambos os medicamentos.
 
Existem várias formas de evitar o surgimento de micoses, são medidas simples capazes de impedir a entrada de fungos causadores das infecções. As dicas estão relacionadas abaixo:
  • Manter o corpo seco após ser molhado, como depois de um banho, por exemplo;
  • Usar roupas feitas de algodão, pois são mais difíceis de reter calor por serem fibras naturais;
  • Evitar utilizar calçados fechados por muito tempo, opte sempre que puder pelos abertos;
  • Utilizar luvas se for realizar atividades no solo;
  • Evitar contato com lesões micóticas de pessoas com infecções ou animais;
  • Não usar roupas, toalhas e materiais de manicure de outras pessoas;
  • Não andar sobre pisos úmidos ou públicos descalço;
  • Limpar com álcool aparelhos de academia antes de usar.
 

Palmeiras de pequeno porte.

Típicas das regiões tropicais e subtropicais, as palmeiras são um tipo de plantas muito utilizadas para compor jardins, desde os grandes aos mais compactos. São encontradas cerca de 3.000 espécies, que em geral se diferenciam entre os tipos que produzem frutos, tipo de porte e distinção de folhas – as que tem formato de leque, e as folhas semelhantes a uma pena.
 
jardim com palmeiras 300x225
Existem palmeiras de todos os portes para todos os gostos.
 
As palmeiras podem ser replantadas como as demais plantas, a partir de suas sementes, que de preferência estejam armazenadas a pouco tempo. Como o seu crescimento é muito demorado, muita empresas que trabalham no ramo, jardinagem e plantio em geral, fazem o transplantio, que é a retirada de palmeiras já crescidas num determinado solo para o plantio em algum jardim.
 
Como existem diversos tipo de palmeiras, algumas podem ser utilizadas para decorar ambientes internos. São as palmeiras de pequeno porte, que além de serem muito convenientes a situação, são muito belas e para mantê-las conservadas é preciso condicionar o ambiente para promover a sua sobrevivência. A baixa luminosidade, bem como o espaço menor podem causar danos as plantas.
 
Confira os tipos mais comuns de palmeiras consideradas de pequeno porte:
 
tamareira
Palmeira de pequeno porte com até 3 metros de altura, é excelente para pequenos espaços e jardins de terraços e em vasos, pois tem crescimento longo. Versátil, é tolerante ao calor e ao frio.
 
  • Nome Científico: Phoenix roebelenii
  • Nome Popular: tamareira de jardim
  • Origem: Vietnã e Tailândia

palmeira rafis  167x300
De pequeno porte, pode medir até 4 metros de altura quando plantada no solo. Também se adapta bem em canteiros sombreados e em vasos, em ambientes interiores, pois não precisa de sol pleno.
  • Nome Científico: rhapis excelsa
  • Nome Popular: palmeira ráfis
  • Origem: China
palmeira leque 300x300
Palmeira de fácil manutenção, podendo chegar a medir no máximo 3 metros de altura. Prefere temperaturas amenas, à meia sombra em solos férteis.
  • Nome Científico: licuala grandis
  • Nome Popular: palmeira-leque
  • Origem: Oceania
Falsa latania
Tem porte pequeno de 8 a 10 metros, podendo ser cultivada em vasos.
  • Nome científico: Livistona chinensis
  • Nome comum: Falsa-latânia
  • Origem: China
camedorea 200x300
Mede até 2 m de altura com folhas pinadas, ideal para compor
vasos e jardins de interior.
  • Nome científico: Chamaedorea alegans
  • Nome comum: Camedórea
  • Origem: México
Palmeira triangular  199x300
Estipe solitário de 3 a 5 metros de altura, possui folhas pinadas, senda esta adequada para jardins e parques.
  • Nome científico: Neodypsis decary (Dypsis decary)
  • Nome comum: Palmeira – triangular
  • Origem: África
 

Protozoário causador da Malária.

A malária é uma doença de grande gravidade, pois se a pessoa infectada não receber o tratamento correto, pode perder a vida. A doença parasitária infecciosa, mais evidente nas regiões tropicais, como a região amazônica, onde há o maior número de caos no Brasil. A malária é causada por protozoários do gênero Plasmodium, mas ambos possuem diferenças de espécies, cada qual com um tipo de aspecto clínico de enfermidade.
 
As espécies mais comuns já encontradas no país, são o P. Vivax, P. Malariae e P. Falciparum. A transmissão ocorre a partir da picada de um mosquito contaminado, que comumente é do Anopheles, que infiltram um tipo desses protozoários no organismo que irão atingir diretamente os glóbulos vermelhos, o que impede a criação de micro-organismo e também as células do fígado. Outras circunstâncias também podem ser causa de transmissão, como em transfusões sanguíneas e compartilhamento de seringas.
 
hemaciass
Hemácia obstruída por um protozoário do gênero Plasmodium.
 
Os sintomas provocados pela malária surgem de acordo com o tipo de protozoário responsável pela infecção. Em geral, os sinais da doença são febre alta com suores, calafrios, taquicardia, náuseas, vômitos, diarreia, dor de cabeça, dor nos músculos e abdômen. O período de incubação, varia de 8 a 17 dias, podendo ainda se estender por vários meses, dependo do tipo de protozoário. As espécies P. Vivax e P. Malariae geram reações mais brandas a longo prazo. Já o P. Falciparum causa a forma mais agressiva da doença.
 
Além de sintomas mais acentuados, a malária provocada pelo protozoário P. Falciparum pode evoluir para um estado mais grave, a malária cerebral, que de acordo com os dados, causa aproximadamente 80% dos casos letais da doença. São registrados somente na Amazônia, por volta de 500 mil casos por ano, mas existe um nível baixíssimo de mortalidade. Apesar de ser uma doença curável, é preciso se atentar ao sintomas e procurar rapidamente a orientação médica.
 
A malária pode evoluir rapidamente para formas mais graves em poucos dias. O tratamento é eficaz e ainda é gratuito, feito através do SUS. O diagnóstico é feito a partir do exame da gota espessa, onde se tem a visualização do sangue feita com microscópio para apontar a possível presença de parasitas e ainda o uso de reagentes em uma determinada quantidade de sangue que também tem a mesma finalidade, apontar a presença de parasitas.
 

sábado, 6 de abril de 2013

Imposto de Renda 2013 poderá ser feita por tablet e smartphone.

  

A Receita Federal permitirá, a partir de hoje, que o preenchimento da Declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) de 2013, ano-base 2012, seja feita por meio de dispositivo móvel, como tablet e smartphone.
 
No entanto, ainda há uma série de limitações. Não poderão usar o novo aplicativo, por exemplo, os contribuintes profissionais liberais ou que tenham obtido lucro na alienação de bens, recebido lucros e dividendos ou rendimentos no exterior, além de rendimentos por doação ou herança.
Apesar dessas restrições, o secretário da Receita Federal, Carlos Alberto Barreto, estima que cerca de cinco milhões de contribuintes já devem fazer sua declaração por meio de um dispositivo móvel. O Fisco espera receber cerca de 26 milhões de documentos este ano. “Embora a lista de restrições seja significativa, a solução abrange cinco milhões de contribuintes. A expectativa é ampliar no próximo ano”, disse. “O objetivo neste momento é alcançar contribuintes que têm declarações mais simples”, justificou.
Quem optar por fazer a declaração por meio de dispositivo móvel não terá a possibilidade de recuperar o documento entregue no ano passado. Por outro lado, o secretário destacou que o aplicativo permitirá o preenchimento automático de alguns campos. A partir da digitação do CPF, por exemplo, o sistema “puxará” o nome do contribuinte. O sistema também permitirá que o preenchimento seja iniciado em um aparelho móvel, mas concluído em outro. Para isso, basta que o usuário salve o rascunho atrelado a uma palavra-chave, que será solicitada ao abri-lo novamente mesmo que em outro aparelho.
A Receita alerta que a declaração feita pelo sistema operacional da Apple não é salva automaticamente, após o envio do documento ao Fisco. Por isso, o aplicativo apresenta o passo a passo para salvar. Para o sistema operacional Android, o salvamento é automático. O prazo de entrega da declaração termina no dia 30 de abril.
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguir este Blog.

Quem sou eu

Minha foto
Serra Dourada I, Grande Vitória-ES, Brazil
Técnico em Informática em Desenvolvimento de Programas, Instalação e Configuração De Periféricos e Softwares e Suporte Técnico ao Usuário e Técnico em Eletrônica em Desenvolvimento e Implementação de Projetos Instalação e Manutenção de Equipamentos Eletrônicos e Som e Imagem, Microcomputadores e Terminais de Telecomunicação.

Veja qual a Velocidade da sua Internet agora...

Agora no seu PC...

IP

Recados ou sugestões de Posts

Receba por E-mail posts deste Blog