Informações.

Dicas Cristian na cozinha, na Informática, no Dia a dia, no Mundo e em todo canto de tudo um Pouco.

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Protozoário causador da Malária.

A malária é uma doença de grande gravidade, pois se a pessoa infectada não receber o tratamento correto, pode perder a vida. A doença parasitária infecciosa, mais evidente nas regiões tropicais, como a região amazônica, onde há o maior número de caos no Brasil. A malária é causada por protozoários do gênero Plasmodium, mas ambos possuem diferenças de espécies, cada qual com um tipo de aspecto clínico de enfermidade.
 
As espécies mais comuns já encontradas no país, são o P. Vivax, P. Malariae e P. Falciparum. A transmissão ocorre a partir da picada de um mosquito contaminado, que comumente é do Anopheles, que infiltram um tipo desses protozoários no organismo que irão atingir diretamente os glóbulos vermelhos, o que impede a criação de micro-organismo e também as células do fígado. Outras circunstâncias também podem ser causa de transmissão, como em transfusões sanguíneas e compartilhamento de seringas.
 
hemaciass
Hemácia obstruída por um protozoário do gênero Plasmodium.
 
Os sintomas provocados pela malária surgem de acordo com o tipo de protozoário responsável pela infecção. Em geral, os sinais da doença são febre alta com suores, calafrios, taquicardia, náuseas, vômitos, diarreia, dor de cabeça, dor nos músculos e abdômen. O período de incubação, varia de 8 a 17 dias, podendo ainda se estender por vários meses, dependo do tipo de protozoário. As espécies P. Vivax e P. Malariae geram reações mais brandas a longo prazo. Já o P. Falciparum causa a forma mais agressiva da doença.
 
Além de sintomas mais acentuados, a malária provocada pelo protozoário P. Falciparum pode evoluir para um estado mais grave, a malária cerebral, que de acordo com os dados, causa aproximadamente 80% dos casos letais da doença. São registrados somente na Amazônia, por volta de 500 mil casos por ano, mas existe um nível baixíssimo de mortalidade. Apesar de ser uma doença curável, é preciso se atentar ao sintomas e procurar rapidamente a orientação médica.
 
A malária pode evoluir rapidamente para formas mais graves em poucos dias. O tratamento é eficaz e ainda é gratuito, feito através do SUS. O diagnóstico é feito a partir do exame da gota espessa, onde se tem a visualização do sangue feita com microscópio para apontar a possível presença de parasitas e ainda o uso de reagentes em uma determinada quantidade de sangue que também tem a mesma finalidade, apontar a presença de parasitas.

Palmeiras de pequeno porte.

Típicas das regiões tropicais e subtropicais, as palmeiras são um tipo de plantas muito utilizadas para compor jardins, desde os grandes aos mais compactos. São encontradas cerca de 3.000 espécies, que em geral se diferenciam entre os tipos que produzem frutos, tipo de porte e distinção de folhas – as que tem formato de leque, e as folhas semelhantes a uma pena.
 
jardim com palmeiras 300x225
Existem palmeiras de todos os portes para todos os gostos.
 
As palmeiras podem ser replantadas como as demais plantas, a partir de suas sementes, que de preferência estejam armazenadas a pouco tempo. Como o seu crescimento é muito demorado, muita empresas que trabalham no ramo, jardinagem e plantio em geral, fazem o transplantio, que é a retirada de palmeiras já crescidas num determinado solo para o plantio em algum jardim.
 
Como existem diversos tipo de palmeiras, algumas podem ser utilizadas para decorar ambientes internos. São as palmeiras de pequeno porte, que além de serem muito convenientes a situação, são muito belas e para mantê-las conservadas é preciso condicionar o ambiente para promover a sua sobrevivência. A baixa luminosidade, bem como o espaço menor podem causar danos as plantas.
 
Confira os tipos mais comuns de palmeiras consideradas de pequeno porte:
tamareira
Palmeira de pequeno porte com até 3 metros de altura, é excelente para pequenos espaços e jardins de terraços e em vasos, pois tem crescimento longo. Versátil, é tolerante ao calor e ao frio.
  • Nome Científico: Phoenix roebelenii
  • Nome Popular: tamareira de jardim
  • Origem: Vietnã e Tailândia
palmeira rafis  167x300
De pequeno porte, pode medir até 4 metros de altura quando plantada no solo. Também se adapta bem em canteiros sombreados e em vasos, em ambientes interiores, pois não precisa de sol pleno.
  • Nome Científico: rhapis excelsa
  • Nome Popular: palmeira ráfis
  • Origem: China
palmeira leque 300x300
Palmeira de fácil manutenção, podendo chegar a medir no máximo 3 metros de altura. Prefere temperaturas amenas, à meia sombra em solos férteis.
  • Nome Científico: licuala grandis
  • Nome Popular: palmeira-leque
  • Origem: Oceania
Falsa latania
Tem porte pequeno de 8 a 10 metros, podendo ser cultivada em vasos.
  • Nome científico: Livistona chinensis
  • Nome comum: Falsa-latânia
  • Origem: China
camedorea 200x300
Mede até 2 m de altura com folhas pinadas, ideal para compor
vasos e jardins de interior.
  • Nome científico: Chamaedorea alegans
  • Nome comum: Camedórea
  • Origem: México
Palmeira triangular  199x300
Estipe solitário de 3 a 5 metros de altura, possui folhas pinadas, senda esta adequada para jardins e parques.
  • Nome científico: Neodypsis decary (Dypsis decary)
  • Nome comum: Palmeira – triangular
  • Origem: África
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguir este Blog.

Quem sou eu

Minha foto
Serra Dourada I, Grande Vitória-ES, Brazil
Técnico em Informática em Desenvolvimento de Programas, Instalação e Configuração De Periféricos e Softwares e Suporte Técnico ao Usuário e Técnico em Eletrônica em Desenvolvimento e Implementação de Projetos Instalação e Manutenção de Equipamentos Eletrônicos e Som e Imagem, Microcomputadores e Terminais de Telecomunicação.

Veja qual a Velocidade da sua Internet agora...

Agora no seu PC...

IP

Recados ou sugestões de Posts

Receba por E-mail posts deste Blog